fbpx
Prosa Sonora 2018
2 novembro
3 novembro
4 novembro

no
Teatro
SESI

Entrada
Gratuita

Como já é tradição, o último dia de Prosa Sonora é dedicado às crianças. Com pipoca, algodão doce, brincadeiras e shows, toda a programação do domingo (4) foi voltada ao público infantil. E nesta edição, foram dois os espetáculos que encantaram a criançada.

A tarde foi aberta com uma montagem adaptada de um conto dos Irmãos Grimm por Chico Buarque no auge do governo militar no Brasil, em 1967, inicialmente em disco e que só depois ganhou o teatro: Os Saltimbancos. Animais falantes e crítica social travestida de linguagem lúdica transportaram o público para um universo à parte. A peça foi apresentada pela companhia goiana Arte em Cena e mostrou como um dos musicais mais emblemáticos produzidos para o público infantil no Brasil segue vivo e mais atual do que nunca.

Para fechar o festival, subiu ao palco o Grupo de Teatro Guará, da PUC-GO, que apresentou uma montagem da Farsa da Boa Preguiça, de Ariano Suassuna. Como é característico de seu trabalho, a obra oferece uma reelaboração da realidade histórica e social com muito humor e uma linguagem literária afiadíssima que, superando expectativas, prendeu crianças e adultos até o último ato. Interações inesperadas enriqueceram a peça e exigiram um rebolado extra dos atores, que souberam cortar muito bem a bola levantada pela garotada.